--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Oração Carioca


É com a trilha sonora de Gil e Caetano que volto a escrever neste recanto querido!

Primeiramente, perdoe-nos por mais um sumiço. Eu e o Ge estamos meio sem tempo (pra variar), mas fato é que o blog está passando por mais uma transformação e aos poucos iremos retomando as atividades por aqui.

Eu sempre torci um pouco o nariz quando o assunto era Rio de Janeiro, talvez por causa do bombardeio da mídia paulista em relação à violência carioca ou pela fama marrenta que os cariocas carregam , mas morria de vontade de viajar Brasil a fora e o Rio sempre aparecia no final da lista.

Depois de um tempo fui ganhando simpatia com esta cidade maravilhosa. Primeiro veio a canção no CD da Cia Mulungo que é emocionante de arrepiar! Conversa vai e conversa vem com alguns amigos que conhecem a cidade e a simpatia vai aumentando. E o desfecho final que me fez colocar a cidade no topo de minhas futuras viagens é o registro de nosso amigo e colaborador Alex Josias.

O registro completo pode ser conferido aqui.

Mas logo abaixo fiz uma seleção de fotos para acompanhar os versos do poema "Oração Carioca" reproduzido na peça "Filhos do Brasil" de Oswaldo Montenegro e Cia Mulungo.

Por hoje é só e espero vê-los em breve!

Boa leitura!

@alvarodiogo "O Rio de Janeiro continua lindo..."

-----

Oração Carioca

Alguém passa na rua
Eu rio alegre e abano
Da praia vejo nuvens
Parindo um aeroplano
A sombra é a mãe do fresco
O sol é todo o ano
Guerrilhas morro acima
Amores cá no plano
Eu sou um andarilho
Errante, pisciano
Cidade, acha teu trilho
Meu Rio, eu te amo
Eu nunca fui pró Bush
Nem anti-americano
E ando na Lagoa
Pra Copa, salvo engano
Tem tudo ali: mistura
Demônios e ser humano
São putas e dondocas
Meu Rio, eu te amo
Te estraçalharam os dentes
Com a fúria de algum cano
Revólver da pobreza
Descaso ou mero engano
Que os teus 40º
Derretam o mal insano
Que a arte te proteja
Meu Rio, eu te amo
Que todo meu cansaço
De ti é leviano
Você é mãe e filho
Meu Rio, eu te amo
Se o mar é o nosso deus
Você é o Vaticano
Com o teu surfista zen
Qual monge tibetano
De costas pra você
Olhando o oceano
Eu choro e ninguém vê
Meu Rio, eu te amo

3 comentários:

Pramod Negi disse...

I liked it so much and very interesting, too! Thanks for sharing the experience.
Wonderful post, really great tips and advice. I was interested by your comment,

New York Holiday Packages
Cheap New York Holidays

Maguita* disse...

Lindo post! Eu também, sempre torcia o nariz quando o assunto era Rio... a birra aumentou quando fui pra la, era só eu abrir a boca pra me atazanarem pelo meu sotaque paulista! Mas, agora que estou fora do Brasil, sinto falta de tudo... e aprendi a amar e respeitar mais todos os aspectos do nosso país :)

Mari disse...

bello bello bello! Saudades de tudo isso, eu acho que Brasil é muito extremo, ama e odéia-se tão facilmente... obrigada Álvaro! bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...