--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

3 melhores filmes de 2012

Começo de fevereiro, mas acho que ainda estamos em tempo de comentar os melhores filmes de 2012.

Claro, é um post muito pessoal e que muitos irão discordar. Também, no último ano não fui tantas vezes ao cinema quanto gostaria, mas das poucas vezes presente em frente à telona, foram esses meus escolhidos para ilustrar esse post.

Vale lembrar que temos no coletivo uma cinéfila de carteirinha, com uma escrita muita mais refinada que a minha, mas mesmo assim me arrisco a traçar esses rabiscos, para deixar para vocês, caros leitores, a minha lista das 3 melhores longa metragens do ano que passou, e ainda convido-os a deixarem suas listas nos comentários também.

3° lugar: O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
"Numa toca no chão vivia um hobbit. Não uma toca desagradável, suja e úmida, cheia de restos de minhocas e com cheiro de lodo, tampouco uma toca seca, vazia e arenosa, sem nada em que sentar ou o que comer: era a toca de um hobbit, e isso quer dizer conforto."
Não farei uma resenha sobre o filme, pois a Lu já fez de maneira formidável nesse post aqui

Só tenho a dizer que sempre fui fã da trilogia "O Senhor dos Anéis", mas ainda não consegui vencer a literatura realista de Tolkien.

Esse filme me proporcionou boas risadas do início ao fim, a ponto de nem perceber suas três horas de duração. Muito diferente de outros 'longas longos', que me retorcia na cadeira esperando pelo fim, como em "Avatar".

A crítica aos diretores e produtores do filme que fatiaram o livro em três partes para lucrar mais, até que é válida, mas não há como negar que a história fica muito mais fiel, e da maneira que está sendo reproduzida, muito mais gostosa de acompanhar.

Por que o filme ocupa o terceiro lugar da minha lista? Porque ele está melhor que os filmes do Senhor dos Anéis! Pelo menos me envolveu de uma forma muito mais intensa na trama.

E claro, por apresentar personagens e cenários novos como o Radagast, um dos cinco magos da Terra-Média, e meu personagem favorito deste longa. Não estranhe! Meu personagem favorito do Star Wars é o Jar Jar Binks.

Encerro o texto da terceira posição presenteando-os com a música tema do filme, interpretada de maneira fantástica pela Ísis Vasconcellos. 

Inscreva-se no canal dela clicando aqui.

"Far over the misty mountains cold
To dungeons deep and caverns old
We must away ere break of day
To seek the pale enchanted gold"

2° lugar: Millennium - Os Homens Que Não Amavam as Mulheres 
"Todo mundo tem segredos. Trata-se apenas de descobrir quais são."
Infelizmente esse filme não tem uma resenha aqui no nosso blog e este post não tem como objetivo fazê-la, então deixarei para vocês um texto excelente da Lola, minha blogueira favorita, que você pode conferir clicando aqui

Diferente do Hobbit, que estreiou em dezembro, Millenium saiu logo no começo do ano e se não me engano foi o primeiro ou o segundo filme que assisti em 2012.

Quando fui convidado para assistir, jurava que seria só mais um filme de algum best-seller refilmado no american way de cinema... tolo engano meu.

Ainda não tive a oportunidade de assistir a película original em sueco, mas a versão do David Fincher me prendeu do início ao fim na poltrona e eu ficava pensando "preciso ler esse livro, preciso mesmo!". Foi o que eu fiz nas semanas seguintes, e pretendo em breve ler o restante da trilogia.

Talvez o que tenha me fascinado mais na história é o pano de fundo feminista que envolve o enredo do início ao fim, presente inclusive no seu título. Ok, menos no EUA, onde o título foi alterado para “A Garota com a Tatuagem de Dragão”. Fetichizar o feminino através de tatuagens deve ser mais vendável do que chamar a atenção para a violência de gênero, uma das principais motivações do autor.

Bom, não poderia deixar de citar que a personagem Lisbeth Salander do livro está na minha lista de personagens preferidos de todos os tempos. Por toda sua força, atitude, inteligência, independência, habilidades extraordinárias (como memória fotográfica) e seu feminismo. Então nem preciso dizer que discordo bastante dessa crítica à heroína postada no mesmo blog da Lola.

Quando saí do cinema já achava que este seria o melhor filme de 2012, mesmo o ano estando apenas começando. Achei que a façanha do Cisne Negro, que assisti no começo de 2011, se repetiria sendo realmente o melhor filme do ano... mas outro filme merece esse lugar isoladamente e com muito mérito.

Abertura do filme com direito a Led Zeppelin na trilha sonora!

1° lugar: Intocáveis
"Nunca pare de lutar até que a luta termine."
Se o terceiro lugar da minha lista é a melhor história de fantasia de todos os tempos, e se a segunda, apesar de ser uma ficção, relata bem (principalmente no livro) a violência sofrida pelas mulheres diariamente em todos os cantos do mundo,  o nosso primeiro lugar é um filme francês baseado em fatos reais, o que o torna deveras mais emocionante.

Um filme que nunca esquecerei e que já marca presença na lista dos melhores filmes que já assisti na vida.

Com cenas hilariantes que o fazem se retorcer na poltrona de tantas risadas e ainda com cenas impressionantes que com certeza lhe emocionarão, esse filme é daqueles que vale a pena assistir diversas vezes, sem sombra de dúvidas.


Eu sou um spoiler de primeira categoria, mas não vou ficar contando o filme para vocês aqui, apenas recomendo fortemente que vocês precisam assisti-lo. Quando o filme é majestoso, como o nosso caso aqui, fica difícil falar que o filme é sobre isso ou aquilo, seria limitá-lo demais. Então assistam e tirem suas conclusões, dificilmente irão se arrepender.

Foi difícil encontrar imagens para ilustrar o post, queria postar todas que eu achava. Então fiz um compilado com algumas cenas interessantes. Sobre o vídeo, a mesma coisa. Queria postar o filme inteiro, na verdade! Mas deixo para vocês de presente uma das minhas cenas favoritas.

Espero que tenham gostado do Top 3 cinematográfico. Fico no aguardo de comentários com críticas, dúvidas ou sugestões para a lista ;)


PS: Sim, é uma pena não ter um filme nacional encabeçando o topo da lista, mas gostaria de deixar recomendado alguns que vi no cinema em 2012, como Dois CoelhosHistórias Que Só Existem Quando Lembradas e, principalmente, Gonzaga - De pai pra filho.

11 comentários:

Luciana Bender disse...

Adorei o post... tenho apenas algumas observações...
1- O título original do primeiro volume da trilogia é "The Girl With The Dragon Tattoo", (http://www.livrariacultura.com.br/Produto/LIVRO/STIEG-LARSSON-BOXED-SET-MILLENNIUM-TRILOGY/22155575) a nossa tradução é que é diferente... pra variar...rs Assisti as duas versões e a sueca é muito mais intensa, deixando o romance final de lado..
2- Difícil escolher 3 filmes para compôr essa lista... Eu devo admitir que acrescentaria As aventuras de Pi (mais um título mal traduzido). Eu assisti em 4D mas duvido que mudaria minha opinião se tivesse assistido em 3D ou 2D mesmo...
3- Os Intocáveis assisti em DVD... achei sensacional também... Muito bonita a história de vida...
4- Acrescentaria também a belíssima animação O Lorax, que fala sobre desmatamento... Um tema que está super em alta...
Acho que é isso!!

Bjus

Álvaro Diogo disse...

Aeee... comentários!!! hihih Bom, vamos à tréplica...

1- Não, o título original é "Män som hatar kvinnor" algo como "Homens Que odeiam mulheres".

2- Não consegui assistir As Aventuras de Pi ainda :/

3- Aliás, preciso assistir de novo Os Intocáveis ;)

4- Lorax vi seu resenha, me pareceu muito interessante, mas ainda não consegui assistir também :(

Comentem aí galera e façam um blogueiro feliz!

Luciana Bender disse...

Gente, peço desculpas pelo comentário anterior a respeito do primeiro título da série Millennium....Foi difícil achar o título original (sueco)... mas.... aqui está: LES HOMMES QUI N'AIMAIENT PAS LES FEMMES...rs

http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=12570

Quanto ao Pi, realmente a tradução está errada... O original é Life of Pi..

Bjus

Luciana Bender disse...

Oxi.... difícil mesmo achar esse título original.... Peguei essa informação no site da Companhia das Letras mas....
Eu tenho o Lorax =)
Só avisar que eu te empresto..

Bjus

Álvaro Diogo disse...

O título original foi o que eu coloquei mesmo. Aqui neste wiki tem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Trilogia_Millennium

Douglas disse...

hahahaha...

Ainda bem que godzila não virou calangão.

Gostei do texto bil, embora dos três só tenha assistido a primeira posição, acredit que pelas razões que você mencionou, não resta dúvida, o fato de ser algo que de fato tenha acontecido, da sempre aquele sopro de vida e esperança na humanindade, depois que assistir os outros dois, comento novamente!

Felipe Pox disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Pox disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Araújo disse...

O Hobbit eu me abstenho por não ter assistido ainda, e pra ser sincero achei que ele era de janeiro...

Quanto o primeiro colocado, concordo veemente contigo... Um filme muito legal e tocante mesmo.
E ainda acho nacana duas análises do file: 1- A forma como os prédios franceses são estruturados, bem diferente do que vemos por aqui
2 - Acho interessante o fato de um desempregado receber o seguro desemprego até que consiga um emprego, uma vez que, ele tenha sido rejeitado em três entrevistas em um mês (isso não é spoiler e não faz diferença nenhuma na trama).

Quanto os Homens que não amavam as mulheres... achei muito bom, porém confio em um amigo do qual sempre peço a opinião sobre filmes, Leco Rodrigues, que disse que a versão sueca é bem melhor, pois esse ficou hollywoodiano demais. E pretendo ainda assistir essa versão e desde já tendo a concordar com a Luciana.

Rafael Borges disse...

Sobre o filme " Intocáveis "

O filme lhe faz repensar não apenas sua própria vida, mas a maneira como você valoriza todas as outras... Vale, também, como exercício sobre tolerância e a maneira como lidamos com quaisquer pessoas com deficiências. Sem moralismo, apenas o reconhecimento do potencial humano.
Este será, com certeza, um filme muito recomendado e revisitado na minha coleção ! Simplesmente incrível. Divertido e emocionante. Sem palavras. Não perca a oportunidade de assistir a este filme , mais do que recomendado .

Gilson Motta disse...

Ainda não assisti aos filmes listados, porém, assim como fiz com o "Django", os coloquei no topo de minha lista "para ver". Depois disso, farei minhas considerações [mesmo que não sejam importantes kkkk]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...