--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

quarta-feira, 4 de março de 2009

Índios V - Crescer e Multiplicar Apesar dos Conflitos

Bom, vimos na última parte como são poucas as terras indígenas e como principalmente nas regiões litorâneas onde a colonização foi maior e mais intensa pouco restou dos nossos primeiros moradores. Continuando as postagens sem muito blábláblá deixo a parte cinco com vocês.

-----

Crescer e Multiplicar Apesar dos Conflitos

Para o Instituto Socioambiental (ISA), os 225 povos indígenas contemporân
eos no Brasil somam cerca de 600 mil pessoas, o correspondente aproximado a 0,2% da população total do país. Em estimativas feitas pelo IBGE, contam-se 730 mil índios. As diferenças entre os números do ISA e do IBGE devem-se, principalmente, à metodologia usada na contagem dos índios. A identificação de etnias nos institutos é diferente em alguns aspectos antropológicos. A última contagem dos povos indígenas revelou que esta população tem crescido, em média, 3,5% ao ano, muito mais do que a média de 1,6% estimada para o período de 1996 a 2000 para a população brasileira em geral.

Além de crescer e se multiplicar, os índios estão se organizando politicamente para reivindicar seus direitos e estruturar melhor suas sociedades. O antropólogo Bruce Albert, pesquisador do ISA, revela que há atualmente, mais de 180 línguas e dialetos dos povos indígenas no Brasil.

Segundo o censo escolar realizado pelo Ministério da Educação e Cultura em 2006, o número de escolas indígenas cresceu 40% de 2002 até aquele ano. Essa pesquisa revelou que há 2.423 escolas reconhecidas como indígenas pelo Conselho Nacional de Educação.

Existem mais de 173 mil alunos em escolas indígenas, cursando desde a educação infantil até o ensino médio. Em 2002, esse número era 35,2% menor, o que indica um crescimento de aproximadamente 8% ao ano – expansão mais expressiva do que qualquer outro segmento da
população escolar do país no período.

Em Roraima, existem 217 escolas indígenas estaduais e 15 municipais espalhadas por terras indígenas pelo estado. A Universidade Federal de Roraima (UFRR), com apoio da Funai, oferece o curso de Licenciatura Intercultural com formação específica para professores indígenas. O curso tem 220 alunos. Todos os anos é feito um vestibular que oferece 60 vagas para quatro anos de formação.

Iniciativas de escolas indígenas espalham-se por todo o país. A língua é a principal base de preservação da identidade e cultura desses povos. Mas, a demarcação e reconhecimento de seu território também. A maioria dos processos caminha e os índios têm suas terras legalizadas, mas
há casos onde há fortes conflitos.

O fortalecimento da identidade indígena também transformou a forma como os índios se organizam. Existem hoje, só na Amazônia, 71 associações indígenas que lutam pelos seus direitos.

2 comentários:

Lisi disse...

Ao menos a lingua dos que ficaram não seja esquecida e sim multiplicada ^^ , muito bom o trabalho do governo de manter os estudos e a cultura forte na região.

Álvaro Diogo disse...

queria aprender a falar alguma lingua indigena *.*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...