--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Sobre La Leyenda de la Llorona

Coisinha que eu achei sem querem, mais bem interessante, só que vocês vão ter que traduzir!!

------------------------------
Esta es la historia de la Llorona

Se cuentan muchas historias sobre una mujer, desde antes de la llegada de los españoles, se decia que era la diosa Chiuacoatl*.
Quien aparecia elegantemente vestida y en las noches gritaba y bramaba en el aire, su atuendo era blanco y aparentemente tenia cuerno.
otros aseguraban que era Donã Marina, osea "La Malinche", quien, arrepentida de haber traicionado a su raza regresaba a penar.
Otros alegaban que era una muler joven que habia muerto un dia antes de casarce y traia al novio la corona de rosas que nunca llega a ceñirse, outras veces era la viuda que venia a llorarle a sus hijos huerfanos.
O la esposa muerta en ausencia del marido a quien venia a darle el beso de despedida; o ladesafortunada mujer, vilmente asesinada por el celoso marido apareciente para lamentar su triste fin y confesar su inocencia.
Se dice que a mediados del siolo XVI, los habitantes de la ciudad de Mexico, tocaban el toques de queda a media noche y principalmente cuando habia luna llena, despertanban espantados cuando oian en la calle unos oian lanzados al viento por una mujer.
sea cual sea la verdad, la llorona se sigue apareciendo en la media noche por las calles de la ciudad de Mexico.
Espero que nunca se te aparezca en tu vida.
-----------------------------------------------

Link do vídeo que eu tirei essa coisinha ~> http://br.youtube.com/watch?v=K-sZiNpFEsM

11 comentários:

Maguita* disse...

Mto interessante!

Me fez lembrar uma música do Maná, "En el muelle de San Blas", que conta a historia de uma mulher que esperava pela volta de seu amado, que foi embora num barco e jurou que voltaria para ficarem juntos novamente.

Ela nunca trocou de vestido, pra não correr o risco dele se confundir...

40 anos se passaram, ele nunca voltou... e ela morreu sozinha, esperando no cais de San Blas.

V - luaR disse...

dahora *-* .... deve ter dado trabalho ficar copiando a historinha do video do youtube também, então mais uma vez vlw pelo trabalho =]

la Llorona seria Gaia ? .. seria a mulher que em nosso recanto sopra borboletas vestida de verde do mato junto ao céu azul da terra? ... não sei..

Bah'* disse...

É é, deu trabalho xD

mais eu não sei que pode ser La Llorona

má que bom que vocês gostaram n.n

- YuH disse...

Eu num sei espanhol T_T'

Uma certa alguém...que não vou dizer o nome [ Magali Cano López ] me deve aulas de espanhol! ;D


Mas vou tentar traduzir...xD
E já comento!

Maguita* disse...

Eu ia postar a tradução... mas eu tava caindo de sono =X

Hoje acho q num vai dar tempo, mas amanha com certeza eu coloco o/

Álvaro Diogo disse...

mim fira mt grato n.n

Bah'* disse...

A história me lembro de uma história que passos nos Cavaleiros do Zodiaco, é basicamente a mesma coisa que a Maga falo no coment dela, só que depois a alma da mulher ficava assombrando os navios que passavam perto do farol onde a Mulher esperava a volta do marido!

Maguita* disse...

A história da Chorona

Contam-se muitas histórias sobre uma mulher, desde antes da chegada dos espanhóis, que dizia ser a deusa Chiuacoalt, quem aparecia elegantemente vestida e durante as noite gritava e berrava no ar, seu vestido era branco e aparentemente tinha corno.

Outros tinham certeza de que era Dona Marina, ou seja, a Malinche*, quem arrependida de ter traído seu povo, voltara para punir.

Outros alegaram que era uma mulher joven que tinha morrido um dia antes de se casar e trazia ao noivo a coroa de rosas que nunca chegou a usar. Outras vezes era a viúva que vinha chorar a de seus filhos órfãos.

Ou a esposa morta na ausência do marido a quem ia dar o beijo de despedida; ou a mulher desafortunada, terrivelmente assassinada pelo marido ciumento, aparecendo para lamentar seu triste fim e confessar sua inocência.

Dizem que nos meados do século XVI, os habitantes da Cidade do México, aparecia por volta da meia noite e principalmente quando tinha lua cheia, acordavam espantados quando ouviam na rua uns uivos lançados ao vento por uma mulher.

Seja qual for a verdade, a chorona continua aparecendo a meia noite pelas ruas da Cidade do México.
Espero que ela nunca apareça na sua vida.

Maguita* disse...

*Sobre a Malinche, Dona Marina*

Uma das figuras mais polêmicas da conquista espanhola é a mulher conhecida como La Malinche ou Doña Marina (1500 - 1527 (?)), quem exemplifica a importância dos intérpretes no decorrer da história. De família nobre, ela foi escravizada e transformou-se na pessoa de confiança do explorador espanhol Hernán Cortés, a quem deu um filho. Alguns a vem como traidora dos Aztecas, enquanto outros a consideram o bode expiatório do fracasso de Moctezuma, quem não foi capaz de defender seu reino.

http://www.tihof.org/honors/malinche-esp.htm


Espero que faça sentido, meu cérebro deu um nó aqui >_>

En quelle langue je parle? OMG! ._.'

*poft*

- YuH disse...

Brigadooooooooooo moure!
Brigado mesmo! <3
[ já disse que amo você né ? ]
E não é só pq a srta. traduziu o texo!

Mas então...
É moh triste ser um Zézão e num entender nada de Espanhol...=(
Thank's again...

Mas então...que legal essas histórias sobre essa mulher...
Da meio arrepio e medo...

Cada pessoa conta uma coisa...
Parece a loira do banheiro! o.O'

Mas nossa...parece ser interessante isso...
Vou dar uma pesquisada também.

Bah'* disse...

Valeu Maga o/

ohhh muito bom o texto.. e pensando um pouco, La Llorona pode ser todas essas mulheres, porque, pelo que foi relatado, ela só pode ser uma mulher que tive um fim trágico ou triste... ai pode ser tipo poltergeist, não sendo exatamente a manifestação de uma mulher só, mais a união da perturbação de todas elas em um único "fenômeno" ou o que quer que isso seja.

Deu pra entender ou isso tá confuso??

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...