--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Ciclista morre atropelada na Av. Paulista


Márcia Regina de Andrade Prado, 40, faleceu nessa quarta-feira, dia 14 de janeiro, ao ser atropelada por um ônibus enquanto pedalava na Av. Paulista. Participante da bicicletada paulistana, ela era uma das signatárias do Manifesto dos Invisíveis¹, no qual ciclistas afirmam que o que falta não são ciclovias, mas o entendimento de que os ciclistas também são parte do trânsito e que devem ter suas vidas respeitadas:

"As ruas são públicas e devem ser compartilhadas entre todos os veículos (...) Em vez de ciclovias, a instalação de bicicletários deveria vir acompanhada de uma campanha de educação no trânsito e um trabalho de sinalização de vias, para informar aos motoristas que ciclistas podem e devem circular nas ruas da nossa cidade. Nos cursos de habilitação não há sequer um parágrafo sobre proteger o ciclista, sobre o veículo maior sempre zelar pelo menor. Eventualmente cita-se a legislação a ser decorada, sem explicá-la adequadamente. E a sinalização, quando existe, proíbe a bicicleta; nunca comunica os motoristas sobre o compartilhamento da via, regulamenta seu uso ou indica caminhos alternativos para o ciclista. A ausência de sinalização deseduca os motoristas porque não legitima a presença da bicicleta nas vias públicas".

Márcia era uma ciclista experiente e pedalava na faixa da direita, destinada aos veículos mais lentos, na altura da Fundação Cásper Líbero. O motorista do ônibus, Mario José de Oliveira, 53, relatou à imprensa que "não teve culpa pelo acidente" e que tinha a sua "consciência tranqüila". Uma testemunha disse que o motorista começou a ultrapassar a ciclista e jogou o ônibus em cima dela antes de terminar a ultrapassagem. O blogueiro Vendedor de Bananas resume assim a situação: "O fato é que existem muitos automóveis que acham divertido 'tirar uma fina' dos ciclistas, intimidando-nos de forma criminosa a fim de manifestar o seu descontentamento irracional e arrogante". Segundo o código de trânsito, os motoristas devem manter 1,5 metro de distância do ciclista, por todos os lados. Se esta lei houvesse sido respeitada, Márcia ainda estaria entre nós. Em 2006, ano do último levantamento publicado pela CET, 85 ciclistas morreram no trânsito em São Paulo.

Nós do Centro de Mídia Independente lamentamos profundamente a morte de Márcia e manifestamos solidariedade a todos e todas ciclistas. Por uma cidade onde as ruas sejam de todos - ciclistas, pedestres, catadores, cadeirantes, skatistas, carrinhos de bebê etc. - e não apenas dos veículos motorizados!

ATOS HOJE E AMANHÃ
Hoje, quinta-feira, 15, a partir das 18h, acontecerá uma homenagem à Márcia na Praça do Ciclista, simbolicamente localizada na mesma avenida onde ela foi assassinada. O ato contará com a presença de sua família, amigos e participantes da bicicletada. Amanhã, sexta-feira, 16, os/as ciclistas farão uma bicicletada extra, partindo da mesma Praça do Ciclista, com concentração às 18h e saída às 20h. A Praça do Ciclista fica perto da esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação. A bicicletada, conhecida fora do Brasil como "massa crítica", é uma manifestação de ciclistas que defendem o uso da bicicleta nas cidades, contra a sociedade do automóvel.

----
¹ http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/01/437780.shtml

Outros links sobre o assunto: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/01/437970.shtml
http://revistaepocasp.globo.com/Revista/Epoca/SP/0,,EMI21391-15571,00-CICLISTA+MORRE+AO+SER+ATROPELADA+POR+ONIBUS+NA+AV+PAULISTA+COLEGAS+PREPARAM.html

5 comentários:

V - luaR disse...

Que merda manow, isso me deu raiva, bora pra bicicletada manifestar!
Se eu não me engano vi esta ciclista na ultima bicicletada! =/

Tony G disse...

Tive oportundade de viver um período num país que possui ciclovias demarcadas em todas as avenidas e onde a bicicleta é utilizada por toda a população com segurança. Naum tem limite de idade prá pedalar. E por que aqui não temos quase nada de legislação favorecendo o ciclista? Por que os motoristas não o respeitam? Questão de educação eu creio. E de atitude. Cabe ao povo cobrar das autoridades programas de educação para melhorar a qualidade de vida.
Contem comigo prá manifestar esa cobrança.

V - luaR disse...

Pois é... "esperar não é saber", vamos tentar mudar um pouco. Tenho esperanças de que logo se faça bastante isso com nossas idéias.

V - luaR disse...

Homenagem - video: http://vimeo.com/2848555

- YuH disse...

Não só uma vida perdida...mas uma ciclista.
Uma ciclista que apenas queria seu espaço na sociedade...como nós.
[ NO Car Yes Bike ]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...