--- Frase de Agora! ---
"A água é para os escolhidos
Mas como podemos esperar que sejamos nós..
... eu e você?"

Máquina do Tempo: Vaga Viva do Coletivo Ideia Nossa. A única vaga viva do lado de cá da ponte =) Vaga Viva do Ideia Nossa

Destaque da Semana: Onde está o sol que estava aqui?
Ladrões de sol, crise hídrica e êxodo rural

sábado, 24 de janeiro de 2009

Quando o Jornalismo se Torna Cúmplice

Manchetinha da Folha de S.Paulo de hoje:

Guerra em Gaza fortalece direita em Israel

Pergunto: Quando é que houve esquerda em Israel?

Pergunto: "Guerra em Gaza"?

Ou massacre?

Mais de 5 mil casas destruidas.

Mais 20 mil casas danificadas.

Mais de 2 mil estabelecimentos comerciais e pequenas fábricas arrasados.

Destruiram mais de 20 mesquitas, em sua maioria com fiéis orando.

Os hospitais que funcionavam precariamente foram explodidos.

Nenhuma escola ou universidade escapou à sanha dos invasores israelenses.

Nem os escritórios da ONU foram poupados.

Até os galpões de ajuda humanitária da ONU, onde eram depositados alimentos e medicamentes foram arrasados. Entre eles os medicamentos que foram enviados pelo governo brasileiro.

Como denominar um país que ocupa outro, que destroi hospitais, cemitérios, casas de oração e escolas?

E os mortos então, cujo número aumenta a cada dia?

E os mortos então, em sua maioria bebês, crianças, mulheres e idosos?

Como denominar um país que ocupa outro em pleno século XXI?

Não foi uma guerra.

Não foi um massacre.

Foi um genecídio.

Um castigo coletivo que o representante da ONU denominou de crime de guerra.

De crime contra a humanidade.

Enquanto esse tipo de mídia continuar envenenando mentes e corações, os governantes de Israel se sentirão fortalecidos para continuar com seus crimes.

Esse comportamento da mídia faz dela não orgão de informação, mas cúmplice.

E por favor, não entendam que esse texto é uma crítica exclusiva à Folha de S. Paulo, um jornal menor.

Não é!

É uma crítica a toda mídia, do Ocidente ao Oriente.

Há 60 anos que os palestinos sofrem.

Há 60 anos que a humanidade assiste impassível a esse sofrimento.

Até quando teremos que supostar tanta iniquidade?

Até quando?

Fonte: http://blogdobourdoukan.blogspot.com/

2 comentários:

Álvaro Diogo disse...

fiquei sabendo que há um documentário sobre israel e palestina q fala de td desde os tempos mais primórdios...se alguém encontrar postem lá no espaço reservado pra documentários...flws!

V - luaR disse...

Me de o nome do documentário Talaio... que eu procuro e posto.

e esse seu post me lembrou a música do Gabriel Pensador, pra variar em que fala:

Até quando você vai levando porrada porrada, até quando você vai ficar sem fazer nada?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...